Radio Liberdade

Pombal, 16 de janeiro de 2018 - 07:16

Publicidade



  • Radio Liberdade
  • Radio Liberdade

Advogados contestam sobre decisão e impetram recursos contra cassação do prefeito Dr. Verissinho

Publicado em 12.12.2017
Advogados contestam sobre decisão e impetram recursos contra cassação do prefeito Dr. Verissinho

Uma notícia veiculada no Portal Correio da Paraíba movimentou os bastidores políticos da cidade de Pombal.

De acordo com o informado, o atual prefeito do município Abmael de Sousa Lacerda teve o mandato cassado motivado por improbidade administrativa.

A decisão foi tomada pelo juiz Antônio Eugênio Leite Ferreira Neto, em atenção a uma ação impetrada pelo Ministério Público da Paraíba.

Segundo consta nos autos do processo, o médico e gestor teria cometido fraudes em vários processos licitatórios.

Uma das irregularidades investigadas, sendo o motivo da punição, foi a “ignorância” quanto ao número mínimo de participantes na concorrência de licitação.

O gestor teria adotado a carta convite no lugar de tomada de preços como, condição exigida em tal situação. Na denuncia ainda o argumento de superfaturamento na contratação de serviços de limpeza urbana.

Diante do exposto, ficam suspensos os direitos políticos por quatro anos, além de multa civil de dez vezes o valor do último salário recebido como prefeito da cidade.

Ainda segundo a decisão “Dr. Verissinho” permanecerá com os bens bloqueados.

Advogados do prefeito confirmaram a possibilidade de recursos e que a situação não afasta o gestor do cargo. O assunto divide opiniões na cidade.

Portal Liberdade com Correio da Paraíba

comentários