Radio Liberdade

Pombal, 24 de outubro de 2017 - 09:12

Publicidade



  • Radio Liberdade
  • Radio Liberdade

Ausência nos autos do processo de laudo cadavérico faz juíza adiar júri marcado para esta quarta-feira

Publicado em 17.05.2017
Ausência nos autos do processo de laudo cadavérico faz juíza adiar júri marcado para esta quarta-feira

Fazendo parte da pauta de julgamentos para este mês de maio, quem estaria sentando no banco dos réus nesta quarta-feira (17), seria o popular André Pereira Fernandes (André Gostosão).

O mesmo é acusado de no dia 21 de novembro de 2015, ter eliminado a tiros de revólver, Mateus André Bispo (Mateuzinho).

O crime se deu por volta das 20h, próximo a Cruz da Menina, no Bairro dos Pereiros e segundo os autos por motivo “torpe”.

Segundo consta no processo, cuja redação do Portal Liberdade PB teve acesso, o fato foi ocasionado por vingança já que a vítima estaria se relacionando com sua ex-mulher.

Munido de uma arma de fogo, André Pereira chegou ao local do crime passando a disparar contra “Mateus” que morreu na hora.

O réu confesso foi preso em flagrante no dia 23 de novembro, um dia após o homicídio, sendo encaminhado à cadeia pública onde ainda permanece aguardando julgamento.

De acordo com a juíza Candice Queiroga, o adiamento se deu em virtude da constatação da ausência nos autos do processo do laudo cadavérico da vítima, o que poderia resultar em nulidade da sessão.

Mesmo com o comparecimento de André Pereira Fernandes, a nova data para o julgamento ficou definida para 20 de maio.

Um fato observado foi à ausência de vários jurados, dos 25 convocados 10 não compareceram, para a juíza sem justificativa plausível será aplicada multa no valor de um salário mínimo de acordo com o Código de Processo Penal.

Marcelino Neto

comentários