Radio Liberdade

Pombal, 25 de julho de 2017 - 03:51

Publicidade



  • Radio Liberdade
  • Radio Liberdade

Popular de Pombal que havia desaparecido é localizado no Rio Grande do Norte

Publicado em 17.07.2017
Popular de Pombal que havia desaparecido é localizado no Rio Grande do Norte

O popular Genildo da Silva Ferreira (foto),  42 anos, que havia deixado sua residência na manhã do último sábado (15) e até então estava desaparecido foi localizado em uma Natal.

Segundo informações o mesmo entrou em uma área de restrição militar, quando foi interceptado e detido pela sentinela.

A notícia tranquilizou familiares, até então apreensivos, que foram informados sobre o ocorrido para que possam tomar as medidas cabíveis.

Genildo reside no Bairro dos Pereiros e segundo uma irmã, na madrugada do sábado apresentou inquietação incutindo a ideia de que alguém queria mata-lo.

Durante o surto, por volta das 02h00 da manhã, não quis ficar em seu quarto, permanecendo na cozinha do imóvel. A partir de então não dormiu mais.

As 06h0 chegou à ligar para a polícia solicitando ajuda, uma equipe da PM compareceu sendo o solicitante informando que a guarnição intensificaria rondas no local o homem não se tranquilizou.

Chegou a pedir a quantia de R$ 100,00 a um irmão dizendo que iria embora para a cidade de Cajazeirinhas, pois ali não ficaria mais.

Com o valor em mão solicitou o serviço de um taxi para o terminal rodoviário, porém a ordem foi para que seguisse com destino a Paulista. Durante todo o tempo ficava se abaixando no interior do veículo como se estivesse com medo.

Nas imediações da entrada da Ipueira, Genildo Ferreira desceu dizendo que iria se embrenhar no mato, a partir daí nenhuma informação quanto ao seu paradeiro.

Maria José chegou a afirmar a reportagem que ele estava transtornado e nunca tinha visto tal quadro, embora reconheça que sempre foi trabalhoso.

Logo após entrevista concedida ao “Liberdade Nóticias”, sua irmã recebeu informação sobre sua localização,através de ligação oriunda do vizinho estado do Rio Grande do Norte.

Os familiares vão até Natal para trazê-lo de volta após a conclusão dos procedimentos de praxe.
 

Marcelino Neto

comentários